terça-feira, 7 de setembro de 2010

Leitura




Imagem do filme


Adorei "A Fórmula de Deus" de José Rodrigues dos Santos. Ando com uma vontade enorme em reler "Expiação" de Ian McEwan.

Tinha algures esta citação guardada: "Como pode uma escritora expiar os seus crimes se, com o poder absoluto de decidir o final, é em certa medida Deus? Não há ninguém, nenhuma identidade, nenhum ser superior a quem ela possa apelar, com quem possa reconciliar-se ou que possa perdoar-lhe. Não há nada para além dela. Foi ela que marcou os limites e os termos, com a sua imaginação. Não há expiação para Deus, nem para os escritores, mesmo que sejam ateus. É uma tarefa impossível, e a questão foi precisamente essa. O que conta é a tentativa."


3 comentários:

Raquel Silva disse...

Adorei esse filme, depois não resisti e li o livro... é ainda melhor :) Fantástico, acho que fazes bem em reler! :D

Diogo Sousa disse...

Com pena minha não sou dado a muitas leituras mas vi o filme e adorei.

Obrigado pelo comentário no meu WC e continua a visita-lo.
Tens um bom blog também ;)

S* disse...

Hummmm... gosto das teorias do jornalista. ;)